sábado, 6 de outubro de 2012

Praga

Rogar praga,
Fazer nada.
Brincar com palavras dia-a-dia.
Chutando a inocência,perdendo a linha.
Fazendo de conta que o mundo é meu.
Sentindo cheiro de estrela,
Querendo mais do que mereço,
Tendo apenas o que me cabe por nascimento...
Sempre no singular,nunca no plural.